• WJ Informática
    A WJ Informática foi pioneira no desenvolvimento de soluções integradas para os processos cooperativos de auditoria interna.
  • 1993
    Em 1993 iniciou o trabalho na Xerox e no grupo Bunge, que resultou no projeto de desenvolvimento e implantação das aplicações Office Automation (Xerox) e Paperless Audit (Bunge). O Office Automation foi adotado como a solução mundial da Xerox em automação de auditoria interna, estando implantado no Brasil, México, Estados Unidos e Inglaterra. O Paperless Audit se transformou na época, no padrão do grupo Bunge para auditoria na América Latina.
  • 1997
    A WJ passa a ser Parceira de Negócios da Lotus / IBM.
  • 1999
    Em 1999, a WJ lança o Audit Automation Facilities (AAF). O sucesso alcançado pelo AAF é explicado tanto pela qualidade do produto como pelos resultados obtidos com ele, como o aumento da produtividade, redução de custos, entre outras vantagens.
  • Cezar de Andrade
    Segundo Cezar de Andrade, Gerente de Auditoria de Sistemas da White Martins em 1999, seu departamento reduziu em cerca de 85% os custos de viagens das gerências, os quais eram gastos em revisão dos papéis de trabalho, e gerou um aumento de produtividade na execução dos trabalhos de auditoria na ordem de 30%.
  • Investimento
    Além do AAF, a WJ Informática investiu no desenvolvimento de outras ferramentas e serviços, como o sistema de geração e controle de documentos oficiais da Presidência da República – SIDOF, em parceria com o CASNAV / Marinha do Brasil e o desenvolvimento e Administração de Portais como os da PCRJ e do Estado do Rio de Janeiro em parceria com a PUC-RIO.
  • 2014
    O AAF existe hoje disponível em duas plataformas: IBM Domino, sistema consagrado mundialmente e Java, esta rodando em Linux / IBM Websphere e também em software livre como o Tomcat e o JBoss.